Ambientes são um novo conceito no PowerApps. Em termos simples, o ambiente é um espaço para armazenar, gerenciar e compartilhar dados, aplicativos e fluxos de negócios da organização. Os ambientes também servem como contêineres para separar aplicativos que podem ter funções, requisitos de segurança ou públicos-alvo diferentes. A maneira escolhida para aproveitar os ambientes depende da organização e dos aplicativos que você está tentando criar. Por exemplo:

  1. Você pode optar por criar seus aplicativos somente em um ambiente.
  2. Você pode criar ambientes separados que agrupam as versões de Teste e Produção dos aplicativos.
  3. Você pode criar ambientes separados que correspondem a equipes específicas ou departamentos da empresa, cada um contendo aplicativos e dados relevantes para cada público-alvo.
  4. Você também pode criar ambientes separados para filiais globais diferentes da empresa.

Escopo do ambiente

Cada ambiente é criado em um locatário do Azure AD e seus recursos só podem ser acessados pelos usuários desse locatário. Ambientes também estão associados a uma localização geográfica, como os Estados Unidos. Ao criar um aplicativo em um ambiente, esse aplicativo é roteado apenas para os datacenters da localização geográfica. Todos os itens criados no ambiente (incluindo conexões, gateways, fluxos usando o Microsoft Flow e muito mais) também estão vinculados à localização do ambiente.

Cada ambiente pode ter zero ou um banco de dados do Common Data Service, que fornece armazenamento para aplicativos. A capacidade de criar um banco de dados para o ambiente depende da licença comprada para o PowerApps e das permissões dadas a você dentro desse ambiente. Para obter mais informações, consulte Informações de preço.

Ao criar um aplicativo em um ambiente, esse aplicativo tem permissão para se conectar somente às fontes de dados que também estão implantadas no mesmo ambiente, incluindo conexões, gateways, fluxos e bancos de dados do Common Data Service. Por exemplo, vamos pensar em um cenário em que você criou dois ambientes chamados “Teste” e “Desenvolvimento”, bem como um banco de dados do Common Data Service em cada um desses ambientes. Se você criar um aplicativo no ambiente “Teste”, ele só terá permissão para se conectar ao banco de dados “Teste”, portanto, não poderá se conectar ao banco de dados “Desenvolvimento”.

Também há um processo para mover recursos entre ambientes. Para obter mais informações, consulte Migrar recursos.

Permissões de ambiente

Os ambientes têm duas funções internas que oferecem acesso a permissões em um ambiente:

  • A função Administrador de Ambiente pode executar todas as ações administrativas em um ambiente, incluindo o seguinte:

    o Adicionar ou remover um usuário ou grupo da função de Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente

    o Provisionar um banco de dados Common Data Service para o ambiente

    o Exibir e gerenciar todos os recursos criados em um ambiente

    o Definir as políticas de prevenção de perda de dados. Para obter mais informações, consulte Políticas de prevenção de perda de dados.

  • A função Criador de Ambiente pode criar recursos em um ambiente, incluindo aplicativos, conexões, conectores personalizados, gateways e fluxos usando o Microsoft Flow.

Criadores de Ambiente também podem distribuir os aplicativos que criam em um ambiente para outros usuários da organização, compartilhando-o com usuários individuais, grupos de segurança ou todos os usuários da organização. Para obter mais informações, consulte Compartilhar um aplicativo no PowerApps.

Usuários ou grupos atribuídos a essas funções de ambiente não têm acesso automático ao banco de dados do ambiente (se houver) e devem ter acesso concedido separadamente pelo proprietário do Banco de dados. Para obter mais informações, consulte Configurar a segurança do banco de dados.

Os usuários ou grupos de segurança podem ser atribuídos a uma dessas duas funções por um Administrador de Ambiente no centro de administração do PowerApps. Para obter mais informações, consulte Administração de Ambientes.

O ambiente padrão

Um ambiente único padrão é automaticamente criado pelo PowerApps para cada locatário e compartilhado por todos os usuários nesse locatário. Sempre que um novo usuário se inscreve no PowerApps, ele é adicionado automaticamente à função Criador do ambiente padrão. O ambiente padrão é criado na região mais próxima à região padrão do locatário do AAD.

Observação:

Nenhum usuário será adicionado automaticamente à função Administrador de Ambiente do ambiente padrão. Para obter mais informações, consulte Administração de Ambientes.

O ambiente padrão é denominado: “{nome do locatário do Azure AD} (padrão)”

Escolhendo um ambiente

Com a introdução de ambientes, você terá uma nova experiência ao usar o https://web.powerapps.com. Os aplicativos, conexões e outros itens visíveis no site agora serão filtrados com base no ambiente atual selecionado. O ambiente atual é especificado no seletor de ambiente perto da borda direita do cabeçalho. Para escolher um ambiente diferente, clique ou toque no seletor, e uma lista de ambientes disponíveis será exibida. Clique ou toque no ambiente que deseja inserir.

Um ambiente aparecerá no seletor se você atender a uma das seguintes condições:

  1. Ser membro da função Administrador de Ambiente para o ambiente.
  2. Ser membro da função Criador de Ambiente para o ambiente.
  3. Não ser um Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente, mas ter acesso como “Colaborador” a pelo menos um aplicativo no ambiente. Para obter mais informações, consulte Compartilhar um aplicativo. Observação: nesse caso, não será possível criar aplicativos nesse ambiente. Você só poderá modificar os aplicativos existentes compartilhados com você.

Criando um ambiente

Quem pode criar ambientes?

A licença determina se você pode criar ambientes.

Licença É permitido criar ambientes
PowerApps P2
Avaliação do PowerApps P2
PowerApps P1 x
Avaliação do PowerApps P1 x
Planos do Dynamics 365 x
Planos do Office 365 x
Aplicativos do Dynamics 365 e planos de equipes x

Cada usuário pode criar até cinco ambientes.

No momento, não é possível excluir um ambiente.

Onde os ambientes podem ser criados?

Você poderá criar novos ambientes a partir do PowerApps.com e do centro de administração do PowerApps. Se criar um ambiente, você será automaticamente adicionado à função Administrador de Ambiente para esse ambiente. Não há um limite no número de ambientes de que você pode participar como membro da função Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente. Para obter mais informações, consulte Administração de Ambientes.

O que mudará para usuários da Visualização do PowerApps?

Usuários que participaram da visualização do PowerApps observarão algumas alterações na experiência com a introdução de ambientes. A tabela a seguir lista o que os usuários dos EUA e de fora dos EUA podem esperar:

Usuário O que acontece
O usuário de visualização que criou um banco de dados do Common Data Service Você verá um ambiente chamado “Ambiente de {seu nome}”, que contém a visualização do banco de dados do Common Data Service e todos os aplicativos criados nele. Você será adicionado à função Criador de Ambiente e Administrador de Ambiente desse ambiente e como proprietário do banco de dados. Quando o PowerApps entrar em disponibilidade geral, atualizaremos os metadados do Common Data Service. O impacto dessa alteração significa que você ainda poderá usar as entidades e os aplicativos criados na visualização do banco de dados do Common Data Service; no entanto, não será possível criar campos ou entidades nesse banco de dados. Em breve, publicaremos diretrizes sobre como criar um ambiente com um banco de dados que contém os metadados atualizados e migrar aplicativos para esse ambiente.
Observação: se um dos aplicativos criados no banco de dados do Common Data Service de versão prévia também utilizar um conector personalizado como uma fonte de dados, ele será temporariamente interrompido nesse ambiente, pois todos os conectores personalizados serão migrados para o ambiente padrão. Será necessário recriar o conector personalizado nesse ambiente para reparar os aplicativos afetados.
Usuário de visualização nos EUA Os seguintes recursos criados durante o período de visualização do PowerApps estarão disponíveis no ambiente padrão do locatário:
- Todos os aplicativos que você criou (exceto os conectados a uma visualização de banco de dados do Common Data Service)
- Todas as conexões e todos os conectores personalizados criados
- Todos os gateways de dados locais que você instalou
Usuário de visualização fora dos EUA Além do ambiente padrão, você também verá um ambiente chamado “{locatário do Azure AD} (de visualização)”, que contém os seguintes recursos criados durante o período de visualização do PowerApps:
- Todos os aplicativos que você criou (exceto os conectados a uma visualização de banco de dados do Common Data Service)
- Todas as conexões e todos os conectores personalizados criados
- Todos os gateways de dados locais que você instalou.
Você será adicionado à função Criador de Ambiente desse ambiente.

O usuário visualização é alguém que usou o Microsoft PowerApps antes de seu lançamento para Disponibilidade Geral.

Duas semanas após o PowerApps entrar em disponibilidade geral, os ambientes que contêm o conteúdo de visualização serão marcados como somente leitura (com exceção do ambiente padrão); todos os aplicativos e fluxos existentes continuarão a funcionar nesses ambientes, mas não será possível criar aplicativos ou fluxos. É altamente recomendável que os usuários desses ambientes migrem seu conteúdo para o ambiente padrão ou outro ambiente personalizado. Consulte o blog a seguir (que será postado nesta semana) para obter mais informações sobre o processo de migração: consulte o blog de comunicados de recursos do Common Data Service.

Ambientes de exemplo para um usuário de visualização nos Estados Unidos.

Ambientes de exemplo para um usuário de visualização fora dos Estados Unidos.

Gerenciar ambientes para a sua organização

Com a introdução de ambientes, também estamos lançando o centro de administração do PowerApps, em que será possível gerenciar todos os ambientes criados ou para os quais você foi adicionado à função Administrador de Ambiente. Do centro de administração, é possível executar todas as ações administrativas em um ambiente, incluindo o seguinte:

  • Adicionar ou remover um usuário ou grupo da função Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente. Para obter mais informações, consulte Administração de Ambientes.
  • Provisionar um banco de dados do Common Data Service para o ambiente. Para obter mais informações, consulte Criar um banco de dados do Common Data Service.
  • Definir políticas de Prevenção de Perda de Dados. Para obter mais informações, consulte as Políticas de prevenção de perda de dados.
  • Definir políticas de segurança para bancos de dados (como aberta ou restrita por funções de banco de dados). Para obter mais informações, consulte Configurar a segurança do banco de dados.
  • Membros da função Administrador Global do locatário do Azure AD (inclui administradores globais do Office 365) também podem gerenciar todos os ambientes criados em seu locatário e definir políticas de todos locatários do centro de administração do PowerApps.