Os ambientes são um novo conceito no PowerApps. Em termos simples, um ambiente é um espaço para armazenar, gerir e partilhar dados, aplicações e fluxos de negócio da sua organização. Também podem ser utilizados como contentores para separar aplicações que possam ter diferentes funções, requisitos de segurança ou públicos-alvo. O que escolhe para tirar partido dos ambientes depende da sua organização e das aplicações que está a tentar criar. Por exemplo:

  1. Pode optar por criar apenas as suas aplicações num único ambiente.
  2. Pode criar ambientes separados que agrupam as versões de Teste e Produção das suas aplicações.
  3. Pode criar ambientes separados que correspondem às equipas ou departamentos específicos da sua empresa, cada um deles contendo os dados e aplicações relevantes para cada público.
  4. Também pode criar ambientes diferentes para diferentes ramificações globais da sua empresa.

Âmbito do ambiente

Cada ambiente é criado sob um inquilino do Azure AD e os respetivos recursos apenas podem ser acedidos por utilizadores dentro desse inquilino. Um ambiente também está vinculado a uma localização geográfica, como os E.U.A. Quando cria uma aplicação num ambiente, essa aplicação é encaminhada apenas para datacenters nessa localização geográfica. Todos os itens que criar nesse ambiente (incluindo ligações, gateways, fluxos com o Microsoft Flow e muito mais) também estão vinculados à localização do respetivo ambiente.

Cada ambiente pode ter uma ou nenhuma base de dados do Common Data Service, o que disponibiliza armazenamento para as suas aplicações. A capacidade de criar uma base de dados para o seu ambiente irá depender da licença que comprar para o PowerApps e da sua permissão dentro desse ambiente. Para obter mais informações, consulte os Pricing info (Detalhes dos preços).

Quando cria uma aplicação num ambiente, essa aplicação só pode ligar-se às origens de dados que são implementadas nesse mesmo ambiente, incluindo ligações, gateways, fluxos e bases de dados do Common Data Service. Por exemplo, considerando um cenário onde criou dois ambientes com o nome "Teste" e "Dev" e criou uma base de dados do Common Data Service em cada um dos ambientes. Se criar uma aplicação no ambiente de "Teste", apenas se poderá ligar à base de dados "Teste", não poderá ligar-se à base de dados "Dev".

Também existe um processo para mover recursos entre ambientes. Para mais informações, consulte Migrate resources (Migrar recursos).

Permissões de ambiente

Os ambientes têm duas funções incorporadas que fornecem acesso às permissões num ambiente:

  • A função de Administrador de Ambiente pode efetuar todas as ações administrativas num ambiente, incluindo o seguinte:

    o Adicionar ou remover um utilizador ou grupo da função de Administrador de Ambiente ou de Criador de Ambiente

    o Aprovisionar uma base de dados do Common Data Service para o ambiente

    o Ver e gerir todos os recursos criados num ambiente

    o Definir políticas de prevenção de perda de dados. Para mais informações consulte Data loss prevention policies (Políticas de prevenção de perda de dados).

  • A função do Criador de Ambiente pode criar recursos dentro de um ambiente, incluindo aplicações, ligações, APIs personalizadas, gateways e fluxos com o Microsoft Flow.

Os Criadores de Ambiente também podem distribuir as aplicações criadas num ambiente para outros utilizadores na sua organização, ao partilhar a aplicação com utilizadores individuais, grupos de segurança ou com todos os utilizadores na organização. Para mais informações, consulte Share an app in PowerApps (Partilhar uma aplicação no PowerApps).

Os utilizadores ou grupos atribuídos a estas funções de ambiente não recebem acesso automaticamente à base de dados do ambiente (se existir) e tem de ser dado acesso separadamente por um Proprietário de base de dados. Para obter mais informações, consulte Configure database security (Configurar a segurança da base de dados).

Os utilizadores ou grupos de segurança podem ser atribuídos a qualquer uma destas duas funções por um Administrador de Ambiente do Centro de administração do PowerApps. Para obter mais informações, consulte Environment Administration (Administração de Ambientes).

O ambiente predefinido

É criado automaticamente um ambiente único predefinido pelo PowerApps para cada inquilino e partilhado por todos os utilizadores nesse inquilino. Sempre que um novo utilizador se inscrever no PowerApps, é automaticamente adicionado à função de Criador do ambiente predefinido. O ambiente predefinido é criado na região mais próxima da região predefinida do inquilino do AAD.

Note:

Não será adicionado automaticamente nenhum utilizador à função do Administrador de Ambiente do ambiente predefinido. Para obter mais informações, consulte Environment Administration (Administração de Ambientes).

O ambiente predefinido é denominado da seguinte forma: "{nome do inquilino do Azure AD} (predefinição)"

Escolher um ambiente

Com a introdução dos ambientes, terá agora uma nova experiência quando entrar em https://web.powerapps.com. As aplicações, as ligações e os outros itens que estão visíveis no site serão agora filtrados com base no ambiente atual que está selecionado. O ambiente atual é especificado no selecionador de ambiente, junto ao canto direito do cabeçalho. Para escolher um ambiente diferente, clique ou toque no selecionador e é apresentada uma lista dos ambientes disponíveis. Clique ou toque no que pretende introduzir.

Irá aparecer um ambiente no seu selecionador se cumprir uma das seguintes condições:

  1. For um membro da função de Administrador de Ambiente para o ambiente.
  2. For um membro da função de Criador de Ambiente para o ambiente.
  3. Não for um Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente do ambiente, mas ter-lhe sido concedido acesso de "Contribuinte" a, pelo menos, uma aplicação no ambiente. Para mais informações, consulte share an app (partilhar uma aplicação). Nota: neste caso, não poderá criar aplicações neste ambiente. Apenas poderá modificar as aplicações existentes que tenham sido partilhadas consigo.

Criar um ambiente

Quem pode criar ambientes?

A licença determina se pode criar ambientes.

Licença A criação do ambiente é permitida
PowerApps P2
Avaliação do PowerApps P2
PowerApps P1 x
Avaliação do PowerApps P1 x
Planos do Dynamics 365 x
Planos do Office 365 x
Planos das Equipas e Aplicações do Dynamics 365 x

Cada utilizador pode criar até cinco ambientes.

Neste momento não pode eliminar um ambiente.

Onde podem ser criados ambientes?

Poderá criar novos ambientes a partir do PowerApps.com e do Centro de administração do PowerApps. Se criar um ambiente, será adicionado automaticamente à função de Administrador de Ambiente desse ambiente. Não há um limite no número de ambientes em que pode participar como membro da função de Administrador de Ambiente ou Criador de Ambiente. Para obter mais informações, consulte Environment Administration (Administração de Ambientes).

O que irá mudar para os utilizadores da Pré-visualização do PowerApps?

Qualquer utilizador que tenha participado na pré-visualização do PowerApps verá algumas mudanças na sua experiência com a introdução de ambientes. A tabela seguinte lista o que os utilizadores dos E.U.A. e fora dos E.U.A. podem esperar:

Utilizador O que acontece
Utilizador de pré-visualização que criou uma base de dados do Common Data Service Verá um ambiente designado por "O ambiente de {O seu nome}" que contém a base de dados do Common Data Service de pré-visualização e todas as aplicações incorporadas. Será adicionado à função de Criador de Ambiente e à função de Administrador de Ambiente neste ambiente e como Proprietário de base de dados da base de dados. Quando o PowerApps passar a disponibilidade geral, atualizaremos os metadados do Common Data Service. Esta alteração implica que poderá continuar a utilizar as entidades e aplicações já criadas na base de dados do Common Data Service de pré-visualização; todavia, não poderá criar campos ou entidades nessa base de dados. Publicaremos, em breve, documentação de orientação sobre como pode criar um ambiente com uma base de dados que contém os metadados atualizados e migrar as suas aplicações para esse ambiente.
Nota: se qualquer uma das suas aplicações que foram criadas com base de dados do Common Data Service de pré-visualização também tirarem partido de uma API personalizada como uma origem de dados, estas estarão temporariamente inoperacionais neste ambiente porque todas as APIs personalizadas serão migradas para o ambiente predefinido. Terá de recriar a API personalizada neste ambiente para reparar todas as aplicações afetadas.
Utilizador de pré-visualização nos E.U.A. Os seguintes recursos que criou durante o período de pré-visualização do PowerApps estarão disponíveis no ambiente do seu inquilino predefinido:
- Todas as aplicações que criou (exceto as ligadas a uma base de dados do Common Data Service de pré-visualização)
- Todas as ligações e APIs personalizadas que criou
- Todos os gateways de dados no local que instalou
Utilizador de pré-visualização fora dos E.U.A. Além do ambiente predefinido, também verá um ambiente designado por "{Inquilino do Azure AD} (da pré-visualização)" que contém os seguintes recursos criados durante o período de pré-visualização do PowerApps:
- Todas as aplicações que criou (exceto as ligadas a uma base de dados do Common Data Service de pré-visualização)
- Todas as ligações e APIs personalizadas que criou
- Todos os gateways de dados no local que instalou.
Será adicionado à função de Criador de Ambiente neste ambiente.

Um utilizador de pré-visualização é alguém que utilizou o Microsoft PowerApps antes da versão de Disponibilidade Geral (DG).

Duas semanas após o PowerApps entrar em Disponibilidade Geral (DG), os ambientes que contêm conteúdo de pré-visualização serão marcados como só de leitura (à exceção dos ambientes predefinidos); todos os fluxos e as aplicações existentes continuarão a funcionar nestes ambientes, mas não poderá criar aplicações ou fluxos. Recomendamos vivamente que os utilizadores destes ambientes migrem o respetivo conteúdo para o ambiente de predefinição ou outro ambiente personalizado. Consulte o blogue seguinte (que será publicado esta semana) para obter mais informações sobre o processo de migração: consulte o blogue de anúncio de funcionalidades do Common Data Service.

Ambientes de exemplo para um utilizador de pré-visualização dos E.U.A.

Ambientes de exemplo para um utilizador de pré-visualização fora dos E.U.A.

Gerir ambientes da sua organização

Com a introdução dos ambientes, estamos também a lançar o Centro de administração do PowerApps, onde pode gerir todos os ambientes que criou ou em relação aos quais foi adicionado à função de Administrador de Ambiente. No Centro de Administração pode efetuar todas as ações administrativas num ambiente, incluindo o seguinte: